sábado, 31 de março de 2012

31/03/2012 Sábado


Tatuador desenha mamilo em mulheres que retiraram o seio


Artista americano cria efeito tridimensional com pigmento específico. Procedimento leva em conta cor e tamanho e dura ao menos duas horas.

Um tatuador de Maryland, nos Estados Unidos, se especializou em desenhar mamilos em mulheres que passaram por mastectomia (cirurgia de retirada da glândula mamária após diagnóstico de câncer).

Vincent Myers, ou Vinnie, usa pigmentos específicos que dão um efeito tridimensional no mamilo e o torna muito parecido com o real. A tatuagem ajuda as mulheres a se sentirem femininas novamente.

Myers leva, em média, duas horas para completar o trabalho, que leva em conta a escolha da cor e o tamanho dos mamilos de cada paciente.




Outra opção :





sexta-feira, 30 de março de 2012

30/03.20212 Sexta-Feira Pudor




Pudor!!!
A palavra pudor (no grego) subentende vergonha em exibir o corpo.
Quem passa por um câncer de mama perde com certeza todo o pudor.
Fui à radioterapia e chegando lá estava lotado, o equipamento estava um problema. Enquanto aguardava ( aguardei por duas horas e meia) aquele “bando” de mulher falava como matraca, como loucas alucinadas, como é possível?
Quando os homens saíram, na radio também tem homens, as mulheres começaram a perguntar umas para outras qual era o seio que tinha problema, qual era o tipo de cirurgia que foi feito, quadrante, mastectomia, etc
No final estavam todas levantando as blusas e mostrando o que tinha sobrado do seio. Analisavam a cicatriz, o tamanho, a reconstrução.
Mulher tudo igual até sem “peito” disputam qual é o mais bonito.
Assim fecho a minha conturbada semana, rindo muito.


quinta-feira, 29 de março de 2012

29/03/2012 - Quinta-feira - Radioterapia






Que alivio!!!!!!!!!!!!!!
Ontem (quarta-feira) o dia amanheceu chuvoso, frio e fechado. Eu estava da mesma forma apreensiva, era a minha primeira sessão de radioterapia.
Ana Lucia chegou no horário marcado, fomos conversando e na noite anterior caiu uma forte chuva na cidade. O centro da cidade estava com varias ruas interditado, varias arvores caídas e fios. Para ajudar a rua da clinica a Prefeitura estava recapeando. PQP! Não encontrávamos local para estacionar, por fim a Ana parou o carro em uma rua perpendicular, desci  e sai correndo por causa da chuva e ela ainda foi tentar estacionar coitada.
Aguardei uns 10 minutos e nada da minha prima, liguei e ela ainda estava tentando estacionar, por fim entrou na rua interdita mesmo e colocou o carro na clinica.
Logo que ela entrou na clinica fui chamada, a médica me examinou e fez uma marcação com caneta no lado esquerdo da mama em construção. Solicitou que fosse para outra recepção que aguardasse a minha vez.
Sai e entrei em outra sala com varias pessoas todas aguardando para fazer radioterapia, varias mulheres com lenços na cabeça, homens. Voltei para outra recepção onde a Ana estava e chamei para que fosse ficar comigo.
Começamos a conversar e ali ficamos por duas horas, ainda bem que ela estava me acompanhando, se estivesse sozinha não agüentaria esperar, a ansiedade com certeza explodiria. Demos muitas risadas e isto fez que a hora corresse.
Fui chamada e percorreu um frio na espinha, mais uma vez um procedimento novo. Entrei um uma sala com pouca luz, tinha dois profissionais, um homem e uma mulher. Solicitaram que eu retirasse a blusa e o sutiã e deitasse.
Eu não tenho mais pudor, porque já cansei de tirar a roupa e um que olha, outro que apalpa. Ploft! E lá eu fiquei seminua e eles me olhando e colocando uma maquina para fazer medição, cada vez que eles achavam que estava certo, passavam uma canetinha e tiravam uma chapa. Fiquei neste procedimento por mais ou menos uma hora, já estava cansada da posição e de riscos no meu corpo.
Ao final do procedimento e falei: pelo menos estão usando canetinha da mesma cor? Não!!!!! Quando olhei no espelho estava parecendo uma boneca toda riscada e rabiscada.
Quanto a radio, não dói, é bem rápido o procedimento, o único incomodo é ficar com o corpo marcado. No meu caso tem uma risca que vai até o pescoço, isto não me incomoda o que me incomoda é olhar das pessoas, parece que eu sou uma ET!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!! Socorro!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!! Dane-se!!!! Quem quiser ficar olhando, pode olhar.
Hoje fui para a segunda sessão, voltaram passar canetinha no meu corpo, estavam ajustando a área a ser feita a radiação, ainda bem que foi redução e não aumento da área. Agora só faltam 26 aplicações. O saco é que tem que ir todo dia de segunda a sexta. Levo 40 min. para ir e 40 para voltar e entre tirar a roupa, receber a radio e colocar novamente a roupa são 12 minutos. Ploft!Plfot
Eu tirei foto toda riscada para guardar de lembrança, risos. Em frente, falta pouco... 




terça-feira, 27 de março de 2012




Estou começando a me recuperar dos efeitos colaterais da quimioterapia, normalmente são dez dias.


Hoje resolvi falar sobre sensibilidade.
O paciente ontológico fica muito sensível em todos os sentidos, vou colocar aqui alguns que ocorrem comigo.

1)      Couro cabeludo – fica hiper sensível e dói.
2)      Pele – fica ressecado demais, necessário passar muito hidratante.
3)      Cílios – caem e os olhos ficam entrando e a claridade incomoda muito. (Graças a Deus isto ainda não aconteceu, mas pode acontecer)
4)      Nariz – os pelos caem todos e a sensibilidade aumenta, desta forma fica sensível a cheiro, sentimos a km de distancia.
5)      Boca – língua grossa e branca, gosto ruim e perda de paladar.
6)      Unhas – ressecada e azulada, pode até cair.
7)      Calcanhar – ultra mega ressecado chega a rachar.
8)      Emotiva – emoção fica a flor da pele, qualquer coisa você chora, fica chateado, magoada.
9)      Estomago – queimação
10)     Intestino – hora preso, hora solto.
11)     Apetite – hora vontade de comer muito, hora sem vontade de comer.

Eu ando extremamente sensível e isto acaba trazendo alguns embaraços com alguns amigos. Sei que acabo sendo cansativa,não, minha enfermidade é cansativa. Se não tivesse enferma algumas  coisas não me afetariam, mas ...Outro dia liguei para uma amiga e perguntei se poderia me levar no DETRAN, pois iria passar pela pericia e precisava levar vários exames (que não são poucos), ela me respondeu que não poderia porque tinha um bingo para ir. PQP!!!!!!!!!!!!!! Fiquei muito chateada, talvez em  outros tempos isto não me magoasse. Outra eu liguei para saber como estava e ela me respondeu que não queria falar, eu me aborreci. Então são coisas bobas que acabam afastando os amigos, acaba fazendo um buraco na nossa amizade. Ninguém tem culpa de nada, é a situação, estou tentando administrar, mas esta bem difícil.Também quando leio um texto choro, recebo mensagem  no celular choro, recebo postagem  no blog de pessoas estranhas choro. É uma M....!!Mas, com a Graça de Deus, estou aqui resistindo.Amanhã vai ser a minha primeira radioterapia, passei uns dias angustiada, apreensiva, a besta que escreve fez uma pesquisa na net sobre radiação e acabou vendo “coisas” que não deveria, entrei em pânico. Depois entrei em contato com as AMIGAS DO PEITO que muito me ajudarão, me apoiarão e me falaram de suas experiências, fiquei bem mais tranqüila. Minha prima Ana Lucia vai me acompanhar amanhã, ela se ofereceu e eu aceitei.Agora é ir em frente!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!



sábado, 24 de março de 2012

24/03/2011 - Sábado





Hoje o dia foi agitado, não só o dia, a noite de ontem também foi brava. Quase não dormi, tive muita queimação e o meu remédio para acalmar minha gastrite acabou. PQP!!!!!!!!!!!
Logo cedo meu irmão esteve com casa com a filha Beatriz de um ano e seis meses. Ela é linda!!! Dá uma canseira, risos.
Hoje de manhã não estava muito bem, continuava com queimação,  um horror. Um pouco antes do meu irmão ir embora recebemos uma ligação que minha tinha Zezé de 84 anos ( eu amo a tia Zezé, é lucida, tem uma ótima saúde, adora uma cerveja e vinho) e meus primos: Agda com seu marido e meu primo Agnaldo estavam vindo me visitar, eles moram em Cruzeiro, cidade onde nasci.
Eu já falei o meu primo Agnaldo somos bastante ligados, nascemos no mesmo ano, no mesmo mês, com diferença de 18 dias.
Minha mãe foi terminar o almoço e depois fomos preparar uns bolos para o pessoal que ia chegar. Preparei um bolo de laranja e outro de milho. Huuuuuuuuuuuuum!
Tentei descansar um pouco mas foi em vão, levantei tomei banho e eles chegaram. Foi muito bom!!!!
Sentamos na cozinha a mesa e tomamos café e relembramos nossos tempos de criança, a casa da vovó Clélia que faleceu com 61 anos, muito nova, quando ela faleceu nós tínhamos 7 anos. Lembramos das bagunças, das guloseimas e tudo que a vovó fazia escondido para nós. Também relembramos quando jogávamos futebol, bolinha de gude e soltávamos pipa. Foi uma tarde deliciosa, rimos muito.
Foi um sábado maravilhoso!!!!!!!!!!!!!!!

sexta-feira, 23 de março de 2012

23/03/2012 - Sexta-feira




Segunda-feira deveria ter feito quimioterapia taxotere, mas a enfermeira passou mal e ficou para quarta-feira.
Na quarta-feira fui para a quimioterapia e me estressei, afinal estava marcada para as 09h30min e começou às 10h50min. A enfermeira ficou ao meu lado o tempo inteiro por causa do protocolo, há varias reações: falta de ar, dormência nas mãos e pernas e muita dor no corpo, etc. Graças a Deus eu não tive nada. Apesar de que esta foi a primeira da taxotere, eu só tive efeitos colaterais na quimioterapia vermelha após a segunda. É aguardar.
Quinta-feira fui  ao pronto socorro, tive febre de 38.1, para uma pessoa que não esta fazendo quimioterapia nem é considerado febre, mas para quem faz quimo é sinal de que tem algo errado. Fiz exame de sangue, urina e chapa do pulmão. Graças as Deus tudo negativo. Fiquei das 14h00min às 17h45min no hospital, após o exame aguardando o resultado dos exames, ninguém merece.
Nem preciso falar da comunidade Amigas do Peito, esta me fazendo muito bem.
Hoje é sexta-feira e todo mundo esta em contagem regressiva.
Então, ótimo fim de semana para todos.

segunda-feira, 19 de março de 2012

19/03/2012 Segunda-Feira




Hoje deveria começar a fazer a segunda faze da quimioterapia, toma taxol.
Já estava a caminho quando recebi telefonema, a enfermeira do IPC estava passando mal, foi remarcada para quarta-feira.
Quero deixar registrado que após entrar para a comunidade Amigas do Peito muita coisa mudou.
Conheci várias "Meninas" na mesma situação, as conversas são soltas, leves, e nos apoiamos na experiencia da outra. Realmente estou muito feliz!!!!!


domingo, 18 de março de 2012

18/03/2012 Domingo




Hoje fiquei muito feliz, fui aceita no grupo Amigas do Peito, comunidade do face.
Adorei, já conversei dom várias Meninas, trocamos experiencias principalmente com a questão que me atormenta: a perda dos cabelos. Mas para minha surpresa, cada uma reage de uma forma, teve uma que ficou triste porque engordou, outra por causa da sobrancelha. E assim desabafamos e vivenciamos a dor da outra.
Amei participara desta comunidade.
Agradeço 


sexta-feira, 16 de março de 2012

16/03/2012 Sexta-Feira







Hoje fui na médica fazer uma avaliação para começar a fazer radioterapia. O paciente oncológico vai descobrindo aos poucos tudo que a doença provoca, sua evolução, consequências, etc. É como estar em um abismo, você sabe o que pode acontecer mas quando  mergulha descobre que é bem diferente.
Hoje exatamente ficou bem claro para que serve e porque precisamos da quimioterapia e da radioterapia.
QUIMIOTERAPIA: é prevenção para não ter câncer em outra parte do corpo.  Mas, isto não quer dizer que não vai aparecer em outro lugar do corpo.
RADIOTERAPIA: é prevenção para não ter mais câncer no local que você já teve.
Fique um pouco chocada em saber que o câncer pode voltar no mesmo local. Como pode voltar no mesmo local? Tirei todo o seio, não sobrou nada e mesmo assim pode voltar???? Isto com certeza me abalou, mas como sempre ao passar dos dias absorvo e sigo em frente.
A médica informou que vou fazer 28 aplicações diárias, 28 dias úteis, todos os dias da semana, vai ser cansativo. Também perguntei quanto tempo dura a aplicação, é rápida, 15 minutos.
Os efeitos colaterais: pode ter queimadura na pele, esta queimadura é como de sol, também pode ter queimadura no pulmão (mas conforme a médica é muito raro acontecer).
Passei no plano de saúde para pegar autorização e para minha surpresa o pedido foi para auditoria. PQP!!!
Se eu fiz todos exames, fiz duas cirurgias, estou fazendo quimioterapia o pedido ainda tem que ir para auditoria????????????????? É um absurdo!!!!!!!!!! Agora tenho que aguardar a boa vontade de quem esta analisando o pedido para liberar e então que eu possa a começar o tratamento.
Segunda-feira começa a nova quimioterapia, creio que já falei sobre isto, novas sensações com certeza, espero que sejam melhores do que a primeira.
Final de semana  chegando, melhor aproveitar!!!!!
Beijos no coração!!!!



quinta-feira, 15 de março de 2012

15/03/2011 Quinta-feira

Eu gosto muito do Luiz Fernando Veríssimo, acho um escritor fabuloso.
Hoje resolvi colocar uma crônica do mesmo, quando eu li pela primeira vez cheguei a chorar de tanto rir.





Um dia de merda

Luiz Fernando Veríssimo (verídico)


Aeroporto Santos Dumont, 15:30. Senti um pequeno mal estar causado por uma cólica intestinal, mas nada que uma urinada ou uma barrigada não aliviasse. Mas, atrasado para chegar ao ônibus que me levaria para o Galeão, de onde partiria o vôo para Miami, resolvi segurar as pontas. Afinal de contas são só uns 15 minutos de busão. “Chegando lá, tenho tempo de sobra para dar aquela mijadinha esperta, tranqüilo”. O avião só sairia às 16:30.


Entrando no ônibus, sem sanitários, senti a primeira contração e tomei consciência de que minha gravidez fecal chegara ao nono mês e que faria um parto de cócoras assim que entrasse no banheiro do aeroporto. Virei para o meu amigo que me acompanhava e, sutil, falei: “Cara, mal posso esperar para chegar na merda do aeroporto porque preciso largar um barro”. Nesse momento, senti um urubu beliscando minha cueca, mas botei a força de vontade para trabalhar e segurei a onda. O ônibus nem tinha começado a andar quando, para meu desespero, uma voz disse pelo alto falante: “Senhoras e senhores, nossa viagem entre os dois aeroportos levará em torno de 1 hora, devido às obras na pista”. Aí o urubu ficou maluco querendo sair a qualquer custo. Fiz um esforço hercúleo para segurar o trem merda que estava para chegar na estação ânus a qualquer momento. Suava em bicas.

Meu amigo percebeu e, como bom amigo que era, aproveitou para tirar um sarro. O alívio provisório veio em forma de bolhas estomacais, indicando que pelo menos por enquanto as coisas tinham se acomodado. Tentava me distrair vendo TV, mas só conseguia pensar em um banheiro, não com uma privada, mas com um vaso sanitário tão branco e tão limpo que alguém poderia botar seu almoço nele. E o papel higiênico então: branco e macio, com textura e perfume e, ops, senti um volume almofadado entre meu traseiro e o assento do ônibus e percebi, consternado, que havia cagado. Um cocô sólido e comprido daqueles que dão orgulho de pai ao seu autor. Daqueles que dá vontade de ligar pros amigos e parentes e convidá-los a apreciar na privada. Tão perfeita obra, dava pra expor em uma bienal. Mas sem dúvida, a situação tava tensa. Olhei para o meu amigo, procurando um pouco de solidariedade, e confessei sério: “Cara, caguei”.

Quando meu amigo parou de rir, uns cinco minutos depois, aconselhou-me a relaxar, pois agora estava tudo sob controle. “Que se dane, me limpo no aeroporto” – pensei. “Pior que isso não fico”. Mal o ônibus entrou em movimento, a cólica recomeçou forte. Arregalei os olhos, segurei-me na cadeira, mas não pude evitar e, sem muita cerimônia ou anunciação, veio a segunda leva de merda. Dessa vez, como uma pasta morna. Foi merda para tudo que é lado, borrando, esquentando e melando a bunda, cueca, barra da camisa, pernas, panturrilha, calças, meias e pés. E mais uma cólica anunciando mais merda, agora líquida, das que queimam o fiofó do freguês ao sair rumo à liberdade. E depois um peido tipo bufa, que eu nem tentei segurar, afinal de contas o que era um peidinho para quem já estava todo cagado. Já o peido seguinte, foi do tipo que pesa. E me caguei pela quarta vez.

Lembrei de um amigo que certa vez estava com tanta caganeira que resolveu botar modess na cueca, mas colocou as linhas adesivas viradas para cima e quando foi tirá-lo levou metade dos pêlos do rabo junto. Mas era tarde demais para tal artifício absorvente. Tinha menstruado tanta merda que nem uma bomba de cisterna poderia me ajudar a limpar a sujeirada. Finalmente cheguei ao aeroporto e, saindo apressado com passos curtinhos, supliquei ao meu amigo que apanhasse minha mala no bagageiro do ônibus e a levasse ao sanitário do aeroporto para que eu pudesse trocar de roupas. Corri ao banheiro e, entrando de boxe em boxe, constatei a falta de papel higiênico em todos os cinco.

Olhei para cima e blasfemei: “Agora chega, né?” Entrei no último, sem papel mesmo, e tirei a roupa toda para analisar minha situação (que conclui como sendo o fundo do poço) e esperar pela minha salvação, com roupas limpinhas e cheirosinhas e com ela uma lufada de dignidade no meu dia.

Meu amigo entrou no banheiro com pressa, tinha feito o “check-in” e ia correndo tentar segurar o vôo. Jogou por cima do boxe o cartão de embarque e uma maleta de mão e saiu antes de qualquer protesto de minha parte. Ele tinha despachado a mala com roupas. Na mala de mão só tinha um pulôver de gola “V”. A temperatura em Miami era de aproximadamente 35 graus.

Desesperado, comecei a analisar quais de minhas roupas seriam, de algum modo, aproveitáveis. Minha cueca joguei no lixo. A camisa era história. As calças estavam deploráveis e, assim como minhas meias, mudaram de cor tingidas pela merda. Meus sapatos estavam nota 3, numa escala de 1 a 10. Teria que improvisar. A invenção é mãe da necessidade, então transformei uma simples privada em uma magnífica máquina de lavar. Virei a calça do lado avesso, segurei-a pela barra, e mergulhei a parte atingida na água. Comecei a dar descarga até que o grosso da merda se desprendeu.

Estava pronto para embarcar. Saí do banheiro e atravessei o aeroporto em direção ao portão de embarque trajando sapatos sem meias, as calças do lado avesso e molhadas da cintura ao joelho (não exatamente limpas) e o pulôver gola “V”, sem camisa. Mas caminhava com a dignidade de um lorde.

Embarquei no avião, onde todos os passageiros estavam esperando “O RAPAZ QUE ESTAVA NO BANHEIRO” e atravessei todo o corredor até o meu assento, ao lado do meu amigo que sorria. A aeromoça se aproximou e perguntou se precisava de algo. Eu cheguei a pensar em pedir 120 toalhinhas perfumadas para disfarçar o cheiro de fossa transbordante e uma gilete para cortar os pulsos, mas decidi não pedir: “Nada, obrigado. Eu só queria esquecer este dia de merda!”


quarta-feira, 14 de março de 2012

14/03/2012 Quarta-feira

Todos os dias ouço, leio e vejo pessoa se superando. É isto que me faz acreditar que também vou superar, que vou escrever ESTOU CURADA! VENCI! EU TIVE CÂNCER E ESTOU CURADA! 
Sei que são alguns anos, cinco anos, mas tenho que acreditar desde já que vou vencer, que vou superar.
Preciso contar que desde que o resultado saiu eu me fechei, não rezei mais, pedi orações  mas não mais rezei. Não, não perdi a fé, não sei o bem o que aconteceu, eu deixei Deus, sei que ELE nunca me abandonou, fui eu que o abandonei. Não tenho vergonha de contar, afinal eu sou humana e tenho milhões de defeitos, e erro constantemente. Recebi inumeradas orações e novenas, não foi por falta delas que deixei de orar.
Mas... o tempo passa... e na semana passada restabeleci meu contato com Deus! Voltei a rezar. Meu tio amado esteve me visitando e me trouxe uma novena de Santa Filomena, nunca tinha ouvido falar. Me chamou atenção, li sua historia e comecei  a fazer a novena, comecei a me fortalecer novamente. Deus é pai e ele sabe dos seus filhos, há  de me perdoar por ter me afastado. Sei que neste meses que estive afasta da ELE estava me carregando no colo.
Hoje deixo aqui a oração e imagem de Santa Filomena, em agradecimento.




segunda-feira, 12 de março de 2012

12/03/2012 - Segunda-feira


Escolhi a orquídea amarela não por acaso.

O significado do amarelo

O amarelo é uma cor que contribui para a felicidade. É uma cor brilhante, alegre, que simboliza o luxo - é como estar em festa a cada dia.
Associa-se com a parte intelectual da mente e a expressão de nossos pensamentos.
É portanto, o poder de discernir e discriminar, a memória e as idéias claras, o poder de decisão e capacidade de julgar.
Também nos ajuda a organizar-nos, a assimilar as idéias inovadoras, e contribui para a habilidade de ver e compreender os diferentes pontos de vista.
Pelo lado negativo, esta cor pode contribui para o medo ou temor a certas coisas.




Hoje fui na fisioterapia, no DETRAN.
No DETRAN foi agendada nova perícia para 09/05 - vai demorar um pouco mas pelo menos esta tudo dando certo.
Meu dia foi ótimo, não tive nenhum sintoma da quimioterapia, somente um leve cansaço devido ao calor.
Hoje também entrou uma nova seguidora Mary, gostei do blog da mesma e espero que possamos trocar experiências.
Estou me preparando para tirar foto, é claro que precisa de preparo, ainda não sei se vou ter coragem, mas tenho que deixar registrado este momento "careca". Momento que tanto me causou sofrimento, dor, angustia. Agora já estou bem, mas ainda não sei se vou ter coragem de postar a foto. É preciso ter força na peruca, risos, para tirar a foto.
Calma, tudo a seu tempo.

Por hoje, somente hoje o dia foi lindo!

Acabei resolvendo tirar uma foto.






domingo, 11 de março de 2012

11/03/2012 Domingo



Ter esperança

Ter esperança é fundamental para viver. 

Ela é fonte de força para que possamos dar um sentido à existência e ao futuro, como um caminho onde será
possível superar a infelicidade do passado.

A esperança é como uma estrela cujo brilho nos guia. 

A esperança não espanta os males, mas, de alguma forma misteriosa, ela oferece a fé. 

Ter esperança é encher de vida a vida, mas sem resistir às mudanças e à passagem do tempo. 










sexta-feira, 9 de março de 2012

09/03/2012



Surgindo das cinzas...

Me recuperando, Graças a Deus!
Andei afastada por causa dos efeitos da quimioterapia, já comentei que não estava passando bem, meu mal estar é a fraqueza, o corpo sente  muita fraqueza, dor na cabeça, sem vontade de comer. A unica coisa que me fazia bem era suco de laranja e picolé de limão.
Agora estou bem, fui na fisioterapia, desde do carnaval que eu não ia, fui até o DETRAN resolver a questão da minha CNH, depois fui ao shopping Colinas e a Ângela foi me encontrar para tomarmos um lanche.
Os dias foram difíceis, pensei que não ia aguentar, senti tão cansada e até passou o pensamento de que não iria aguentar.
Agora vai ser uma semana boa... é aproveitar os dias.
No dia 19/03 vai começar a nova quimioterapia, são quatro sessões de vinte e vinte e um dias, não sei como vai ser os efeitos, conforme a médica bem menos que ha anterior, mas disse que vou ter muita dor no corpo. É aguardar para ver...
No dia 16/03 vou passar por outra médica para uma avaliação, é necessário saber se posso fazer a radioterapia, se tenho que fazer e como vai ser esta radioterapia.
No fundo eu torço para não precisar desta radioterapia, sei que só um milagre de Santa Filomena! A esperança é a ultima que da o suspiro final. Também estou me preparando para ouvir que vou ter que fazer a radioterapia e o máximo de sessão que é trinta e cinco, conforme minha oncologista já tinha me falado.
Mas vamos um dia por vez, hoje estou bem, isto que importa. Amanhã, amanhã é um novo dia, novas emoções, novos sintomas.
Meu irmão vem amanhã, vai trazer a peralta da Beatriz, risos. Ela dá um novo sentido no dia!




sábado, 3 de março de 2012

03/03/2012 - Sábado

Antei afastada por dois motivos, primeiro que o note voltou para assistência técnica e segundo que não passei bem esta semana.
Na segunda-feira (27/02) foi a ultima sessão de quimioterapia vermelha, mas seus efeitos  são avassalador.
Meu corpo esta sentindo bastante, estou me sentindo muito fraca, não tenho coragem de nada, para ter noção, levanto tomo um suco de laranja (é o que esta me fazendo bem, café que eu amo nem pensar, nem o cheiro eu estou podendo) e volto para cama, na hora do almoço como um pouco e volto para cama. É uma sensação de fraqueza muito grande, meu corpo realmente esta pedido socorro, acho que se eu tivesse mais sessões de quimioterapia vermelha não aguentaria...E ainda tem a dor no corou cabeludo, como doí, doí muito...
Hoje de manha tive uma cólica intestinal, passei muito mal, suei frio, minha pressão caiu e muita dor, pensei que iria desmaiar. Entrei no chuveiro frio...
Mais tarde meu irmão apareceu com filha, Ana Beatriz, ela com um ano e seis meses, não fala nada, ou melhor fala: banana, não, sai, tchau, comida. Esta muito fofa, não posso pegar, mas ela vem sempre ao meu encontro, me abraça. Hoje se aproximou, me abraçou e a Nina chegou perto, ela não gostou, ficava dizendo: sai, sai. Como se eu fosse dela.
Esta semana foi aniversário do meu querido Edílson, nem consegui mandar e-mail para dizer Feliz Aniversário, mas ele sabe, que não preciso enviar e-mail para dizer o quanto eu desejo sua felicidade. Também foi aniversário da Maria Sofia a princesinha da minha querida amiga Amanda. Também não liguei nem mandei e-mail, mas a minha amiga sabe o quanto amo a Maria Sofia, que desejo saúde, felicidade, que ela cresça e se torne uma linda mulher.
Esta são a rosas que eu gosto amarelas, como nem tudo é flor e nem tudo é espinho, tenho que tirar o melhor delas para continuar a minha luta. Beijos!

Vou descansar, espero estar melhor amanha para poder escrever.